Notícias do Inter

Daniel Alves topa ficar 4 anos na prisão e receberá R$ 17 milhões

Duas notícias ligadas a Daniel Alves impactaram a torcida brasileira. O jogador encontra-se detido na Espanha desde o início de 2023, enfrentando acusações de crime sexual. O seu julgamento está próximo e há indícios de que ele estaria disposto a aceitar uma pena de quatro anos, sendo que já cumprio 10 meses de prisão, completos no fim de novembro.

A informação foi divulgada no programa espanhol “Y Ahora Sonsoles”, veiculado pelo canal aberto Antena 3. O jogador estaria buscando um acordo para evitar o julgamento, admitindo a prática do suposto crime ocorrido em uma boate e concordando em cumprir uma pena de quatro anos, incluindo os meses já passados na prisão.

Ao deixar a prisão, Daniel Alves terá 43 anos e enfrentará grandes desafios para retornar ao futebol em alto nível, o que não deverá acontecer. O problema é que para flustrar os planos do jogador, o Ministério Público da Espanha solicitou que ele fique 9 anos preso, mais do que o dobro do tempo desejado pelo jogador. Ainda sem julgamente, o atleta pode até ser inocentado.

R$ 17 milhões na conta de Daniel Alves

Simultaneamente, o lateral recebeu a notícia de que será compensado financeiramente pelo Tesouro Nacional da Espanha. A Justiça do país europeu concluiu que Daniel Alves prestou informações precisas sobre os valores associados aos seus direitos de imagem durante o seu período no Barcelona. Consequentemente, ele receberá um reembolso de 3,2 milhões de euros (equivalente a R$ 16,8 milhões), conforme relatado pelo jornal Marca. A investigação remonta a 2014.

Em 2008, o jogador transferiu seus direitos de imagem para a Cedro Sports por 1,6 milhão de euros. Naquele ano, parte dos seus salários eram pagos pelo Barcelona por meio dessa empresa, sendo 51% das ações pertencentes à mesma e os 49% restantes à sua ex-esposa, Dinorah Santana. Recentemente, a Agência Tributária determinou que os lucros dessa transação deveriam ser tratados como mais-valias, levando a defesa do atleta a recorrer e sair vitoriosa no caso.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo