Notícias do Inter

Depois de muito tempo, Gabriel Ruf Ruf ficou com raiva e colocou clube na Justiça

Fora dos planos do técnico Eduardo Coudet, o volante Gabriel se despediu do Internacional na última janela de transferências. O meio-campista de 31 anos acertou acordo para fechar com o Athletico Paranaense na sequência da temporada. Durante o período no Beira-Rio, o atleta ficou marcado por ter colocado um clube na Justiça para receber quantia milionária.

A situação tem relação direta com a transferência frustrada para o Al-Hilal, da Arábia Saudita, quando o jogador acabou sendo enganado durante as negociações. A situação aconteceu na época em que o atleta ainda defendia as cores do Corinthians. Por conta disso, inclusive, o meio-campista teve que mudar a rota em sua carreira e acertou acordo para defender o Internacional.

Na época, Gabriel havia definido os principais detalhes para assinar contrato com o Al-Hilal. Desta forma, ele realizou viagem para a Arábia Saudita com a intenção de realizar os exames médicos e assinar o vínculo. No entanto, ao chegar no país, o profissional foi notificado que o clube não estava mais interessado no acordo. Isso porque eles fecharam com o volante Gustavo Cuéllar.

Diante disso, Gabriel acionou a Justiça para exigir os valores que haviam sido definidos no acordo entre as partes. No entanto, até o momento, o atleta não teve sucesso no recebimento dos valores. A quantia renderia um valor milionário para os cofres do meio-campista, já que o acordo com o Al-Hilal previa um dos maiores salários de um jogador nascido na América do Sul.

Gabriel defendeu as cores do Internacional

Por conta do desfecho com o Al-Hilal, Gabriel teve que buscar por uma nova equipe para dar sequência aos trabalhos na temporada. Desta forma, ele fechou com o Internacional e virou um dos xodós da torcida. Contudo, na atual temporada, o atleta ficou fora dos planos de Eduardo Coudet e foi transferido ao Athletico.

Caue Souza

Acadêmico de jornalismo. Apaixonado por esportes, principalmente o futebol, desde a infância. Escrevo sobre o Internacional no Resenha Colorada.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo